notificacao

Saiba como aplicar corretamente advertência e multa de condomínio

Uma das responsabilidades do síndico de um condomínio é manter o ambiente confortável e seguro para todos os moradores. Isso envolve, também, garantir uma convivência harmoniosa entre todos os membros. Contudo, muitas vezes, torna-se necessário ter uma ação mais incisiva com pessoas que não respeitam as regras do local.

É o caso, por exemplo, de aplicar advertências e multas para punir condutas inadequadas e, assim, garantir que as regras presentes na convenção do condomínio sejam devidamente seguidas.

Está passando por problemas e não sabe como lidar? Então veja como aplicar multas no condomínio de forma correta e tire suas dúvidas sobre o tema.

Defina claramente quando as multas e advertências devem ser aplicadas

Muitas convenções internas são, infelizmente, antigas e não preveem, de forma adequada, as multas e sanções que os condôminos podem estar submetidos. Assim, nesses casos, só valerá o que o Código Civil dispõe, nos seus artigos 1.336 e 1.337.

Essa clareza é importante, também, por uma questão de transparência: como os moradores saberão o que podem e o que não podem fazer, se não estiver claro em um documento? Assim, são evitados desgastes desnecessários e discussões, e há mais tranquilidade no local.

Deve estar registrado em quais casos serão oferecidas as advertências, de que forma elas serão entregues e registradas, e quando as multas serão aplicadas e seus respectivos valores. Também deve estar presente a possibilidade do direito de defesa antes da ratificação da multa.

Calcule valores

Os valores de multa devem estar de acordo com a taxa mensal do condomínio e precisam estar devidamente estabelecidos nas cláusulas na convenção. Por exemplo, estabelece-se um percentual sobre o valor, de forma que você não precisará atualizar em valores reais no documento ao longo do tempo.

Lembre-se que precisa ser um percentual justo e compatível com a infração. Não adianta, por exemplo, colocar um valor de 50% sobre a taxa mensal por algo que não seja tão grave, até mesmo porque o condômino poderá ajuizar um processo alegando que os valores são incompatíveis com a infração. Assim, o cálculo precisa respeitar a gravidade da infração e o número de ocorrências.

Saiba como cobrar

Outro ponto delicado, para além da sanção, é saber como realizar a cobrança da multa. Isso porque, caso seja feito de forma inadequada, pode inviabilizar o pagamento. Para isso, é importante ter um modelo de carta para aplicação de multa, na qual o síndico comunica para o morador o motivo da sanção de acordo com os dispositivos do regimento interno.

Lembre-se que a carta deve prever o prazo de defesa e estabelecer o prazo de pagamento. Caso ocorra a inadimplência da sanção, ela é considerada como a taxa mensal do condomínio. Portanto, você pode acionar judicialmente o morador para cobrar a importância, caso necessário.

Não gere constrangimento para os moradores

Lembre-se: no ato da sanção você não pode gerar constrangimento para o morador. Nesse caso, a carta deve ser entregue pessoalmente ou por meio de correspondência para o apartamento. Isso evita que a comunicação ocorra em espaços públicos, como mural de avisos.

Saiba quando acionar judicialmente

Antes de chegar ao ponto de uma cobrança judicial, busque pontos de diálogo com o morador. Assim, evita-se despesas e conflitos desnecessários.

Se não surtir efeito, sugere-se aguardar pelo menos 30 dias do vencimento da multa para ajuizar o processo. Mas antes deve-se fazer uma analise previamente o risco e custos da demanda.

O ideal é que as sanções estejam previstas na convenção do condomínio ou, então, que tenham sido acordadas em assembleia geral, com a maioria dos moradores presente. Caso contrário, você poderá até mesmo ter dificuldades em provar que a multa de condomínio é válida.

Quer mais dicas interessantes como esta para uma melhor administração do condomínio? Assine nossa newsletter e receba todas as informações necessárias em seu e-mail!

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Acompanhe

Relacionados

Checklist para começar 2021

Uma das dicas é  sobre se ORGANIZAR. Isso mesmo, organização é um dos fatores que fazem a diferença para uma gestão de sucesso. Lidar com